sexta-feira, março 1, 2024

Conteúdo que impacta no seu bolso!

Opção pelo Simples Nacional deve ser realizada em janeiro

Empresas precisam regularizar eventuais pendências para aderir ao regime tributário simplificado

O Conselho Federal de Contabilidade (CFC) orienta os empreendedores para que fiquem atentos ao prazo para opção pelo Simples Nacional. A adesão ao regime tributário para empresas já em atividade pode ser realizada apenas no mês de janeiro, do primeiro até o último dia útil (em 2024, do dia 2 até o dia 31, uma quarta-feira). 

Segundo a Receita Federal, podem optar pelo Simples Nacional as microempresas (ME) e empresas de pequeno porte (EPP) que “não tenham sofrido nenhuma vedação em acordo com o disposto no art. 3º, § 4º, e art. 17 e parágrafos da Lei Complementar nº 123, de 2006, regulamentada pela Resolução CGSN nº 140/2018”. 

A opção deve ser feita exclusivamente de forma on-line. Por isso, de acordo com o CFC, o primeiro passo é entrar no Portal do Simples Nacional e fazer a requisição de adesão (em Simples – Serviços > Opção > Solicitação de Opção pelo Simples Nacional). Na sequência, será feita uma verificação automática de pendências com União, estados, Distrito Federal (DF) e municípios.

“Para aderir ao Simples, a empresa não pode ter nenhuma pendência cadastral ou fiscal, inclusive débitos, com nenhum ente federado. Muitas empresas acabam excluídas do regime especial por motivo de débito ou irregularidade na entrega das obrigações acessórias”, diz a conselheira do CFC, Angela Dantas. 

Em caso de pendências, a requisição irá ficar em situação de análise. Assim, o contribuinte poderá fazer a regularização das questões impeditivas de débitos até o vencimento do prazo para solicitação da opção pelo regime tributário (ou seja, 31 de janeiro). “Os débitos podem ser parcelados pela internet, no próprio portal do Simples ou no portal e-CAC da Receita Federal. A negociação será feita pelo portal Regularize”, informa o CFC.

Outro motivo que leva à exclusão do Simples ou ao indeferimento do pedido de adesão à modalidade é ultrapassar o limite de faturamento previsto para o regime. Porém, cumpridas todas as exigências legais, o empreendedor terá a solicitação deferida, e o resultado do pedido divulgado no mês de fevereiro.

Empresas que já aderiram ao Simples Nacional não precisam realizar nova adesão. Uma vez optante pelo regime, a empresa sairá desse apenas em caso de exclusão, seja por comunicação do optante ou de ofício.

Redação Economia em Pauta
Redação Economia em Pautahttps://economiaempauta.com
Plataforma especializada em conteúdos sobre economia, mercado financeiro, investimentos e criptomoedas. Resumos diários dos principais sites do Brasil.

Leia Mais

Dividendos: data de corte HOJE para receber R$ 226 mi de Gerdau (GGBR4) e Metalúrgica Gerdau (GOAU4)

No dia 20 de fevereiro, a Gerdau (GGBR4) anunciou o pagamento total de R$ 175 milhões em dividendos, ao passo que a Metalúrgica Gerdau (GOAU4) vai distribuir R$ 51,6 milhões.  » LEIA MAIS

SYNE3 +69,57% e AGXY3 -39,22%: Maiores Altas e Baixas de Fevereiro

SYN Prop Tech (SYNE3) teve forte alta no mês de fevereiro, enquanto o preço das ações da Agrogalaxy (AGXY3) caiu.  » LEIA MAIS

Notícia da MRV, Cielo, Casas Bahia, Hidrovias, Copel, Grendene e de outras companhias

  Publicado às 21h56   Notícias corporativas MRV&Co (MRVE3) reduz prejuízo no 4T23 A MRV&Co (MRVE3),  » LEIA MAIS

Ibovespa termina fevereiro sem os 130 mil pontos; ‘Nem tudo está perdido’, diz BBA

O Ibovespa voltou a ter o gostinho de superar os 130 mil pontos nesta semana, mas não sustentou o patamar e devolveu os ganhos. Hoje foi um novo dia de queda para...

Radar: Casas Bahia (BHIA3) fecha acordo, analistas preveem aumento de distribuição de lucros do Itaú (ITUB4) e Copel (CPLE6) tem alta nos ganhos no...

Negócios A Casas Bahia (BHIA3) assinou um novo documento que contém os termos e condições para que seja realizado o reperfilamento de suas dívidas, no valor de R$ 1,5 bilhão.  » LEIA...

Prio (PRIO3): aumento de capital de R$ 2 bilhões pode decepcionar investidores, alerta BBA. Entenda por quê

Negócios Depois que o conselho de administração da Prio (PRIO3) revelou ao mercado ter aprovado o aumento do capital social de R$ 2 bilhões,  » LEIA MAIS

Suzano (SUZB3) troca de comando após resultados “neutros do 4T23”. O que esperar da empresa?

Negócios por Murilo Melo 29/02/2024 22:09 Atualizado em: 29/02/2024 22:10 A Suzano (SUZB3), maior produtora de celulose do mundo, divulgou seus resultados...

MRV&CO (MRVE3): prejuízo líquido consolidado vai a R$ 104,9 mi no 4º tri, perda 68% menor

A MRV&CO (MRVE3) (conglomerado imobiliário que reúne MRV, Urba, Luggo e Resia) teve um prejuízo líquido consolidado de R$ 104,9 milhões no quarto trimestre de 2023,  » LEIA MAIS

Comments

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Conteúdos Exclusivos

*Inscreva-se e receba conteúdos exclusivos: artigos, notícias, vídeos e podcast.

Nossos canais

Destaques

plugins premium WordPress
Economia em Pauta Ative as notificações e receba uma seleção de conteúdos exclusivos!
Mais tarde
Eu quero